Semearhis - Semeando Impacto Social

Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

A Deficiência Intelectual e a Intervenção Pedagógica

A Deficiência Intelectual e a Intervenção Pedagógica

Para comemorar a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, convidamos a professora e especialista em Educação Especial, Simone Valdemarca, para falar um pouquinho sobre a Deficiência Intelectual e a Intervenção Pedagógica.

Assessoria de Imprensa BLOG 54 views 0 min. de leitura

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail

Entre os dias 22 e 27 de agosto, acontece a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Comemorada desde 1964, essa data tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância de práticas inclusivas e de respeito às diferenças, sempre em prol da igualdade e da inclusão social.

A deficiência intelectual, de acordo com a Associação Americana sobre Deficiência Intelectual e do Desenvolvimento, caracteriza-se por uma atividade intelectual inferior à média (QI), associada a limitações adaptativas em pelo menos duas áreas de habilidades, como comunicação, autocuidado, adaptação social, funções acadêmicas, lazer e trabalho), que se mostram ainda na infância. No dia a dia, isso significa que a pessoa com deficiência intelectual pode ter dificuldades para aprender, entender e realizar atividades comuns para as outras pessoas.

No ambiente educacional existem diversas discussões a cerca de qual seria a melhor dinâmica de aprendizado para alunos com deficiência intelectual, e uma das mais conceituadas vem sendo a Intervenção Pedagógica. Para entendermos melhor esse tema, convidamos a professora e especialista em educação especial, Simone Valdemarca, que pontuou os principais aspectos dessa modalidade de ensino. Confira a seguir:

 

A Deficiência Intelectual e a Intervenção Pedagógica

 

Nos Espaços Educacionais os avanços na legislação vigente relacionada a Educação Especial são significativos e com garantias de uma modalidade de atendimentos que perpasse todos os níveis e etapas do Ensino Formal.

Essa abrangência apresenta um aspecto único que é a transversalidade ofertada desde a Educação Infantil até o Ensino Superior através do Atendimento Educacional Especializado.

Nesse contexto legislativo a escolarização e os direitos de uma educação equitativa e de qualidade para as Pessoas com Deficiências se direcionam para ambientes que estimulem e favoreçam o desenvolvimento integral através de proposta pedagógica diferenciada.

Seguindo nesta análise, lembramos que através do público alvo caracterizado nos Atendimentos Especializados da Educação Especial, aprofundamos o entendimento para demanda apresentada pelas Pessoas com diagnóstico de Deficiência Intelectual.

Queremos destacar cinco aspectos pedagógicos das intervenções com as Pessoas com Deficiência Intelectual em sua escolarização e com eles apresentar os aspectos clínicos que caracterizam esse Público Alvo.

Reforçamos que esses aspectos estão descritos nos manuais médicos de forma detalhada.

Segue aspectos que consideramos importantes:

·         Estabelecer com os familiares dessas pessoas vínculos de confiança e credibilidade, a fim de garantir proposta pedagógica de intervenção adequada e sintonizada com as expectativas externas;

·         Garantir a aplicação de instrumentos avaliativos que apresentem o perfil e o estilo de aprendizagem que essas pessoas demonstram, desta forma estabelecer o direcionamento da atuação pedagógica;

·         Conhecer o funcionamento cognitivo dessas pessoas e quais habilidades são evidentes, facilitando desta forma o acesso aos aprendizados oportunizados;

·         Construir um Plano de Atendimento Individualizado com estratégias para estimular e ampliar novos aprendizados;

·         Oferecer Intervenção Pedagógica adequada com enfoque no respeito as limitações cognitivas evidenciadas nessas pessoas, porém focalizando os investimentos no potencial a ser explorado e potencializado;

 E, para finalizar, destacamos como prioridade nessa análise, que esses ambientes escolares e sociais se tornem-se verdadeiramente inclusivos, onde as Pessoas com Deficiência Intelectual se percebam como protagonistas rompendo com paradigmas ultrapassados nesses espaços de convivências e aprendizados .

 ________________

Simone Valdemarca
Professora Especialista/Educação Especial

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Whatsapp
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
Assessoria de Imprensa
Assessoria de Imprensa

A Semearhis é uma startup de impacto social voltada para o relacionamento humano, especializada na inclusão assertiva de pessoas com deficiência (PCD)

Todas as publicações do(a) autor(a)

Olá, deixe seu comentário para A Deficiência Intelectual e a Intervenção Pedagógica

Enviando Comentário Fechar :/
Artigos Relacionados
CONTRASTE
DALTÔNISMO
CONFIGURAÇÃO ORIGINAL